Portal Içaense

Santo Antônio do Içá - Amazonas - Brasil

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Quinze prefeituras deixaram de prestar contas, segundo TCE-AM

E-mail Imprimir PDF

Trinta e oito órgãos públicos do Amazonas, cujos gestores deixaram de informar como gastaram o dinheiro público no ano de 2016, figuram entre os inadimplentes com o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), após o fim do prazo para a entrega da prestação de contas anual, na última sexta-feira (31/3). A adimplência chegou a 89,1%, levando-se em consideração que 347 prestações deveriam ter sido enviadas ao TCE, por meio da internet.

Conforme dados do sistema e-Contas, entre os que não enviaram os balancetes ao TCE-AM — um total de 10,9% — estão 15 prefeituras, sete Câmaras Municipais e 14 fundos gerenciados por prefeitos amazonenses, somando assim 36 unidades gestoras somente no interior. As prestações de contas da Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes e do Fundo Especial do Tribunal de Justiça, ligado do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), também não foram enviadas no prazo e nem iniciado o envio.

Além de serem penalizados pelos relatores das contas durante o julgamento das prestações, os gestores poderão ter as contas tomadas pelo TCE, conforme prevê a lei, e a omissão do gestor ser considerada como crime de improbidade administrativa, prevista no inciso 2 do artigo 11 da Lei Nacional nº 8.429, de 2 de junho de 1992.

Das 62 prefeituras, 15 não entregaram as prestações: Alvarães, ATALAIA DO NORTE, Barreirinha, Careiro, Envira, Itapiranga, JUTAÍ, Lábrea, Manaquiri, Maraã, Novo Airão, Parintins, Pauini, TABATINGA e TONANTINS. Já as Câmaras Municipais inadimplentes são: AMATURÁ, Careiro, Japurá, JUTAÍ, Maraã, Maués e Nhamundá. Vale ressaltar que o responsável pelo envio das prestações de contas tanto das prefeituras quanto das Câmaras é dos atuais prefeitos eleitos e dos presidentes das Câmaras.

Falando da inadimplência no interior, sete fundos e institutos que administram repasses do governo federal e do governo do Estado na área da saúde e de previdência não encaminharam as prestações dentro do prazo. Os municípios responsáveis pelos fundos são Tabatinga (três órgãos), Boa Vista do Ramos, Manacapuru, Maraã e Lábrea.

Sete órgãos que tratam esgoto e água no interior também não enviaram prestação de contas. Os municípios responsáveis são Uarini, Barreirinha, Boa Vista do Ramos, Iranduba, Rio Preto da Eva, Tefé e Humaitá.

Mesmo tendo conhecimento da obrigatoriedade do envio dos balancetes pela internet, oito gestores públicos tentaram entregar a documentação, mas foi aceita pela Divisão de Expediente e Protocolo (Diepro), setor responsável em receber os balancetes pelo e-Contas.

Os  38 inadimplentes ainda podem encaminhar as prestações de contas ao TCE por meio do sistema e-Contas.


Fonte: Blog da Floresta

Quinze prefeituras deixaram de prestar contas, segundo TCE-AM
 

Bolo à Beça

Granja Santa Clara

Expresso Pizza

Elegance


Pensamento do Dia

A felicidade consiste em não seres feliz e que isso não te importe. (Miguel D'Ors)

Facebook

Previsão do Tempo

Imagem do Dia

Número de Visitantes

174592
HojeHoje69
OntemOntem147
Esta SemanaEsta Semana1007
Este MêsEste Mês3311
Todos os diasTodos os dias174592
?
?
UNKNOWN

This page uses the IP-to-Country Database provided by WebHosting.Info (http://www.webhosting.info), available from http://ip-to-country.webhosting.info

Quem está Online

Nós temos 37 visitantes online